sexta-feira, 20 de maio de 2011

Cidade de Campos Altos - Historico / Campos Altos (Hig Fields) town historical

HISTÓRICO DA CIDADE DE CAMPOS ALTOS

A história da cidade veio pelos trilhos da ferrovia, subiu a serra e chegou de trem de ferro pelos longínquos idos de 1.910. A cidade de Campos Altos esta localizada bem no coração de Brasil ! Alguns fatos geográficos confirmam a pretensão desse orgulho natal. Três imensas regiões do País estão umbilicalmente ligadas à nossa terra. Uma parte das enxurradas que aqui se formam vão cair em córregos que alimentam o Rio São Francisco. Outra parte das águas que vem do céu alimentam cursos d’água que vão formar o Rio Paranaíba. As bacias destes dois rios constituem a base física que vai do nordeste ao extremo sul do país. Na margem oeste da área urbana, delinea-se sinuosa a fronteira oriental do planalto central – alto imponente e solidamente plano. A passagem da ferrovia Oeste de Minas, no presente Centro Atlântica, que parece vencer a última montanha das Minas gerais, foi a causa primeira da criação da cidade. Juntamente com os trilhos da ferrovia, várias famílias vieram de outras cidades, de outros estados, e até de outros paises. O lugarejo formado em volta da estação inaugurada em 1912, por causa da serra, recebeu o nome de “Urubu”, depois Pedro Nolasco, em homenagem ao engenheiro responsável pela construção da ferrovia e pelo traçado de C. Altos. Mais tarde, por sugestão do médico Dr. Luiz de Souza Coelho o nome foi alterado para Campos Altos , devido à altitude do local e dos belos campos da região. Em 31 de dezembro de 1943, o interventor de Minas Gerais, Dr. Benedito Valadares, assinou o decreto de emancipação, que criou o município de Campos Altos. Em 01 de janeiro de 1944, com muitas festas, foi oficialmente instalado o município de Campos Altos, cujo primeiro prefeito nomeado foi o eminente médico Dr. Luiz de Souza Coelho. Nossa terras, portal do Alto Paranaíba, devido à favoráveis combinações climáticas, elevadas altitudes e índice pluviométrico, produzem o café de melhor bebida do mundo, com encorpado e inigualável sabor. O município ainda produz leite, batata, soja, cenoura, abacate, produtos derivados de leite, cerâmicas e o original canivete tipo caneta. Exemplo em saneamento básico, com um povo de hospitalidade marcante, trabalhos em educação reconhecidos inclusive pela UNICEF, Campos Altos conta ainda com o segundo Santuário de Nossa Senhora Aparecida. O orgulho maior dos habitantes, que recebem durante o ano romeiros de todas as partes do Brasil, o santuário foi solenemente oficializado pelo vaticano em 12 de outubro de 1998. As solenidades foram presididas pelo eminente Cardeal Dom Serafim Fernandes de Araújo e prestigiada pelo Governador de Minas Gerais, Eduardo Azeredo, deputados, secretários de estado, políticos, autoridades, bispos e padres; . Na organização da comunidade, na saúde, no saneamento, na religiosidade, nas festas populares, na educação e na cultura, Campos Altos escreve sua história e espera por sua visita.


“CAMPOS ALTOS” (HIG FIELDS) TOWN HISTORICAL

The history of the city came for the rails of the railroad, it went up the mountain and it arrived of trains in the year of 1.910. Campos Altos city is placed well in the heart of Brazil ! Some facts geographical confirm the pretense of this native pride. · Three immense areas of the Country is tied up umbilical city; · The Street “Dr. Getúlio Portela”, one of the main of the city is exactly the divider of basins hydrographic; · The pluvial waters that are run on a side of the roadway wil drop in the ravines that discharge in river “São Francisco”. The ones that run on the other side they will from River “Paranaiba”; · The basins of these rivers constitute the physical base that is going from the northeast to the end south the Country; · In the border margin to west the urban area, is delineated sinuous the oriental border of the Central Plateau – High imposing and solidly plan; The construction and passage for the area of the railroad “West of Minas”, later RFFS/A, today Atlantic Center, won the “last mountain” of “Minas Gerais” state , making way for the interior and it went the cause of to foundation of the city. Together with the rails of railroad, several families came from another cities, states and even countries; The little village formed in turn of the station inaugurated in 1.912, initially received the name “Urubú”, (Butcher Black Bird) because of the imposition mountain neighbor of same name expired the rail road. Therefore after the place received “Pedro Nolasco’s” name, responsible engineer for the construction of the railroad. Not very later, for suggestion of the Doctor Dr. “Luís de Souza Coelho “ , first named mayor of the city, the name were definitively altered for Campos Altos, due to the high local altitude (1000 Mts.) and of the beautiful fields of the area. On December 31,1943, the intervention from “Minas Gerais” State, “Benedito Valadares”, signed the ordinance of political emancipation, creating the municipal district of “Campos Altos”. On January 01,1944, whit a lot parties, it was officially installed the municipal district and nominated the first mayor. The area of “Campos Altos” city, portal of the region of High Paranaíba and Triangle, produce coffee of exceptional quality and of the world. As well as it also produces milk, potato, soy, carrot, avocado, derived products of the milk, ceramic and the original penknife pen exported for the whole world. Proudly example in basic sanitation, with people of hospitality marking, brilliant educational system recognized by Unicef as pattern for the world, where practically children don’t exist out in school age of class rooms, the city still bill whit the Second Sanctuary of “Nossa Senhora Aparecida” from Brazil. This receives pilgrims of the whole Country and it was made official by Vatican on October 12, 1.998 through pompous solemnity president by Araujo’s Cardinal Dom Serafim Fernandes. Also Prestigious still the parties, Exmo. Governor of the “Minas Gerais” State, Dr. “Eduardo Azevedo”, deputies, Secretaries of State, politicals, mayors of the area, authorities, bishops and priests. In the community’s organization, in the health, in the education, in the sanitation, in the communication, in the religiosity, in the popular parties and in the culture, “Campos Altos” City writes her history and it waits the visits.


HISTÓRIA DE CAMPOS ALTOS


Uma abordagem histórica de Campos Altos através de períodos culturais diversos se inicia com a ocupação indígena que durou milhares de anos. As marcas e a influência destes primeiros habitantes estão presentes em forma de vestígios arqueológicos, nos hábitos alimentares, nas crenças e práticas de medicina tradicional, benzeções e simpatias, na oralidade, no sotaque típico e nos traços físicos de nossa população. De certa forma, Campos Altos, como todo o Brasil, é um imenso sítio arqueológico. De acordo com os colonizadores, os índios denominavam a região de Araxá, que significa “lugar alto”, de onde primeiro se avista o sol. A referência geográfica permaneceu no nome português. As primeiras incursões dos bandeirantes no século XVII atravessaram a região em busca de metais preciosos, escravos indígenas e fugitivos negros aquilombados. A consolidação de uma economia mineradora e de subsistência na região das Minas Gerais implicou em um grande movimento imigratório compulsório de africanos. Apesar da violência da escravidão, os negros não deixaram de resistir e lutar. Em meados do século XVIII, escravos fugidos da região de São João Del Rei e outras vilas mineradoras, encontraram refúgio nas montanhas das serras de Campos Altos. Fundaram mais de vinte núcleos de resistência na região, como o quilombo Dornadas Catiguá ou Tengo-Tengo. A Coroa conhecia o lugar como sertão dos Quilombos do Campo Grande. O maior deles foi o Quilombo do Ambrósio, cujas ruínas situam-se no distrito de São Jerônimo dos Poções, tombadas pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional – IPHAN. As guerras coloniais, entre colonizadores, indígenas e quilombolas, duraram décadas. Opondo feroz resistência, os quilombolas foram derrotados nos anos de 1750. A região foi, assim, aberta à ocupação colonial. Este sertão, como era conhecido pela sociedade colonial, era uma fronteira entre a civilização e a barbárie, na ótica européia. Era também a divisão entre as capitanias de Minas e Goiás. Soldados de ambas as unidades administrativas coloniais estabeleceram pontos de vigília e cobrança de impostos que deram origem a localidades que guardam ainda hoje a tipologia da época como as Guaritas, a Guarda dos Ferreiros e a Guarda dos Lourenços. Até 1816, o que dividia Minas de Goiás era toda esta zona mal definida entre as bacias do Rio São Francisco e Rio Paranaíba, exatamente onde se situa o atual município de Campos Altos. No período de transição entre a Colônia e o Império do Brasil, surgiu o povoado de São Jerônimo dos Poções, no Julgado de Araxá.Situado às margens do diamantífero Rio Misericórdia, este pequeno povoado pode ter sido fundado por mineradores de diamantes, garimpeiros, pequenos roceiros e remanescentes dos quilombos. “Nossa História veio pelos trilhos. Subiu a serra e chegou de trem de ferro. Foi lá pelos idos de 1910...” Na transição entre o Império e a República, uma nova modernidade transformaria a natureza e o povo desta região. No início do século XX, a expansão da ferrovia, através dos trilhos da Companhia de Estrada de Ferro Goyaz, cortando as Serras da Mata da Corda, encontrou passagem pela Garganta da Palestina em direção ao Planalto central. Esta empresa foi fundada em 1907, com o objetivo de ligar o Oeste Mineiro ao estado de Goiás. Seu traçado partia de Formiga, ponto final da Companhia de Estrada de Ferro Oeste de Minas. O Annuario de Minas Gerais , de 1911, republicou um artigo que saiu no jornal Lavoura do Commercio , de Uberaba: “Estão sendo activados os trabalhos da estrada de Ferro de Goyaz, na seção Formiga (...)O leito e obras de arte estão promptos até o kilometro 143.Depois deste kilometro, penetra o traçado no valle do rio Perdição, afim de efectuar a subida da serra do Urubu.Esta parte do traçado offereceo serias dificuldades (...) “. Em 1912 foi construída e, no ano seguinte inaugurada, a estação de Urubu, nas terras da Fazenda Palestina, dezoito quilômetros ao sul do arraial de São Jerônimo dos Poções. A fazenda Palestina era uma das melhores da região, com uma importante criação de gado. Seu proprietário era o Coronel Manuel de Paula Lemos, cuja família possuía a maior parte do distrito de Pratinha. Urubu era a estação mais próxima de Carmo do Paranaíba, Rio Paranaíba, São Gotardo, Patos de Minas, Dores do Indaiá, Córrego Dantas, e outras cidades e povoados. Esta estação estabeleceu o início do núcleo urbano que se tornaria a cidade de Campos Altos. O nome Urubu, derivado da proximidade da Serra do Urubu, assim conhecida desde o século XVIII, sobreviveu durante menos de uma década. Na década e 1910, Urubu tornou-se um pequeno povoado, composto pelas edificações da ferrovia, alguns armazéns, as casas grandes do Dr. Luiz de Souza Coelho e do Coronel Frederico Franco e as cafuas, residências de dormentes inutilizados, postos a pique e cobertos com placas de zinco, onde moravam negros e mestiços pobres, trabalhadores braçais da rede. O Coronel Frederico Franco comprara parte das terras em frente à estação, do Coronel Manuel de Paula Lemos, o Neca de Paula . Loteou a área e a colocou a venda. A estação tornou-se pólo de atração de migrantes, incentivados por anúncios publicados em jornais da região. Muitos viriam das proximidades, em carros de boi, como os migrantes de São Jerônimo, mas muitos outros vieram de trem, desde o Sul de Minas. A nova relação com o tempo, um tempo industrial, chega substituindo o tempo tradicional. O galo dá lugar ao relógio e ao apito da Maria-fumaça. As composições impressionavam os habitantes recém-chegados pela imponência, exuberância, pelo barulho e os incríveis 30 quilômetros por hora. A fumaça se incorporava na paisagem rural, e o trem, ainda hoje, apesar de não carregar passageiros, está presente na vida da cidade. Em 1920, a estrada de Ferro Goyaz sofreu processo de liquidação forçada, sendo leiloada e adquirida pela Estrada de Ferro Oeste de Minas. Com a nova empresa, a estação foi rebatizada de Estação de Campos Altos, em 1921. Três anos depois foi construída a residência do mestre de linha. Em 1944, foi criado o município de Campos Altos, com três distritos: o distrito sede, o distrito de Pratinha, desmembrados do município de Ibiá e o distrito de São Jerônimo dos Poções, desmembrado, então, do município de São Gotardo .


Resumo do Histórico de Campos Altos constante do Planejamento de Política Municipal de Proteção do Patrimônio Cultural PCL-2003 através de pesquisa dos professores Marcus Caetano Domingos e Pablo Luiz de Oliveira Lima, membros da Equipe Técnica do Inventário de Campos Altos - ETICA


ASPECTOS REGIONAIS DE CAMPOS ALTOS

Campos Altos/MG. Está situada no planalto divisor das bacias do São Francisco e do Rio Paranaíba, sendo que 15% de sua área contribui para o primeiro e 85% para o segundo. Está situada às margens da BR-262, distando 275 km de Belo Horizonte, 100 km de Araxá, 210 km de Uberaba e 280 km de Uberlândia. Está ligada a Patos de Minas pela BR-354, distando 157 km . Além disso, a rodovia da Estalagem-Perdões possibilita o acesso a São Paulo pela BR 381- Rodovia Fernão Dias. Concomitantemente às ligações rodoviárias, há a Ferrovia da Centro Atlântica, parte do corredor de exportação de Vitória, por conseguinte grande fator para o escoamento de nossa produção.


LOCALIZAÇÃO E DADOS ESTÍSTICOS:
REGIÃO: Alto Paranaíba·
ÁREA: 708,84 Km2 (Fonte IBGE)·
ALTITUDE: 994 m·
LATITUDE: 19º 41'45 ”· LONGITUDE: 46º 10'30 ”

DADOS DEMOGRÁFICOS:
Campos Altos, pelos últimos Censos, teve os registros seguintes:
1980:...........................................................10..4851991:...........................................................11..1152000:...........................................................12..819Rural:...........................1.078 Urbana:.........11.741 Fonte IBGE2005:............................................................13.889
MEIOS DE COMUNICAÇÃO: Radiodifusão: · Expresso FM 100,3 MHz – www.expressofm.com.br· Popular FM 89,9 MHz Agências Bancárias: · Banco Itaú· Banco do Brasil· Sicoob/Crediagro Capitação de sinais de TV: · Globo· SBT· Rede TV· Rede Minas· Rede Vida Hotéis/dormitórios: · Hotel São José· Dormitório Padre Eustáquio Hospitais/Farmácias: · Santa Casa de Misericórdia· Drogaria Campos Altos· Farmácia Santa Mônica· Farmácia Drogalider· Farmácia Drogatel SERVIÇOS: · Energia elétrica...................CEMIG·
Rede d´água.......................COPASA
Rede telefônica...................CTBC/Telecom

TOTAL DE DOMICÍLIOS: 3.496 COMÉRCIO: 485 INDÚSTRIAS (ME): 17 CLUBES DE SERVIÇOS: 02 ANIVERSÁRIO DA CIDADE: 23/09

2 comentários:

  1. OI,Marcelo , muito obrigado pela visita no mosso blog da FEB, Tive varias vezez a honra de saber do seu pai, também tive um tio que morreu em combate em Montese Tenente Rui Lopes Ribeiro, sou de Curvelo MG onde sairam 8 pracinhas. Sou pioneiro de Brasilia.Vamos sempre trocar ideias. O nosso blog esta a sua inteira disposição. Gostaria se puder ter uma matéria sobre se pai, vai ser uma honra. Obrigado. Henrique

    ResponderExcluir
  2. BOM DIA GALERA,
    MEU NOME É GILSON E ESTOU FAZENDO UMA PESQUISA SOBRE O TURISMO RELIGIOSO NA CIDADE DE CAMPOS ALTOS.
    QUEM TIVER ALGO SOBRE A HISTÓRIA DE CAMPOS ALTOS GENTILEZA ENVIAR PARA MEU EMAIL, HISTORICTOUR@YAHOO.COM.BR.
    ABRAÇOS
    GILSON

    ResponderExcluir